Para você

PRIMAVERA ● Dicas e sugestões para enfrentar as alergias

O início da primavera é um período de temor para muita gente. Sintomas como espirros, coriza, nariz trancado, olhos vermelhos, coceira nos olhos e no nariz atrapalham a rotina e encontrar meios para aliviar tais incômodos pode ser uma boa forma de aproveitar as novas e coloridas paisagens. O Achouu, te ajuda com 8 dicas e 4 sugestões imperdíveis!

Nem mesmo as flores salvam quem sofre com rinite, bronquite, sinusite e asma no período de primavera, que pode vir a ser uma experiência extremamente desagradável. Afinal, quem quer passar horas entre um espirro e outro, com um kit de lenços para o nariz que escorre e fazendo inúmeras pausas por coceiras nos olhos ou nariz?

É buscando um alívio dos sintomas e um convívio pacífico com essa estação tão bela que te apresentamos dicas e sugestões!
Mas primeiro, que tal entender mais sobre o que faz com que o sistema respiratório seja o alvo da primavera? Confira agora!

     | Entendendo |
Com início em 22 de setembro, data de publicação deste superconteúdo, a primavera se inicia. Com ela, mudanças climáticas e o desprendimento do pólen das flores se inicia, mas não cessa por aí: há um aumento na quantidade de fungos, ácaros e bactérias no ambiente por conta da temperatura e umidade da estação, o que potencializa muito os problemas alérgicos. Até mesmo as doenças que não são respiratórias, como conjuntivite e dermatite alérgica, também aumentam nesta época do ano.

Genética
O que pode cair como surpresa é que a genética tem grande influência em quadros alérgicos.
Isso acontece porque a alergia é uma doença que tem componentes genéticos e ambientais. De parte ambiental, a exposição a alérgenos, como a poeira e pelos de animais na primeira infância pode contribuir para o desenvolvimento de alergias e pela genética, sabe-se que a chance de uma pessoa ter alergia aumenta 25% se um dos pais tiver alergia e 50% se os dois pais tiverem.

     | Sintomas |
Observar os sintomas é parte primordial da batalha contra a primavera e seus efeitos. De forma geral, as doenças respiratórias alérgicas podem ser controladas com o tratamento correto e amenizadas com cuidados básicos no dia a dia.

Esteja atento para:
Espirros frequentes
Coceira no nariz, olhos e garganta
Olhos e nariz vermelhos
Tosse constante
Nariz entupido
Chiado no peito
Expectoração

     | Hora da ação |
Entendendo como a presença da primavera altera o clima e se manifesta na nossa saúde, partimos para as dicas e sugestões!

Sugestões
Ficar atento ao ambiente em que se está é o primeiro passo para perceber uma maior efetividade dos cuidados pessoais.

Evite contato com locais e substâncias que podem ser o gatilho para alergias como o excesso de poeira, pelos de animais, fumaça de cigarro, produtos de limpeza e em alguns casos, até perfumes.
Para quem fica na presença de algum animal de estimação, os cuidados o incluem. Além dos pelos serem um fator que pode influenciar uma crise alérgica, eles carregam poeira, que pode aumentar essa influência. Aqui a dica é simples: aumente a frequência dos banhos!
Na hora de higienizar a casa, o ideal é não usar a vassoura e sim, passar um pano úmido e aspirador. As vassouradas fazem com que as partículas de poeira fiquem em suspensão no ar por várias horas e a consequência não poderia ser outra: os temidos sintomas alérgicos se fazem presentes.
As crianças também são suscetíveis a desenvolver problemas alérgicos e nesse caso, quem recebe atenção são os bichos de pelúcia: eles também podem acumular poeira. Evite deixá-los no mesmo ambiente que a criança dorme porque a tendência é que ela acumule a secreção no nariz pela dificuldade em assoar, o que compromete o sono e pode evoluir para infecções.

Dicas
1 ● O soro fisiológico é um grande aliado para tirar as impurezas e diminuir o efeito do pólen e da poeira nas vias respiratórias. Lave o nariz com o soro pelo menos, uma vez ao dia;
2 ● Viu um local com muito vento, flores e árvores? Tente manter a distância;
3 ● O uso de óculos de sol pode ajudar a diminuir o contato direto dos olhos com o pólen. Use e abuse do acessório;
4 ● Roupa molhada nem pensar! É extremamente importante deixar que as roupas sequem no sol para eliminar microrganismos que podem se acumular no tecido. Evite qualquer peça que esteja úmida;
5 ● Aposente o travesseiro de pena, ele é o maior causador de alergias! O ideal fica para colchões e travesseiros de espuma, mas é possível forrar ambos com materiais impermeáveis para evitar o contato com causadores de alergias como ácaros e mofos;
6 ● Nada de carpetes, cortinas e brinquedos de pelúcia. Opte por reservá-los em sacos para a próxima estação;
7 ● Na hora de escolher os produtos de limpeza, opte pelos biodegradáveis, eles costumam ser menos irritantes. Alguns produtos podem irritar a mucosa nasal e devem ser evitados durante a primavera;
8 ● Fique de olho no filtro e manutenção do ar-condicionado. Sempre que o aparelho passar longos períodos sem utilização, opte por uma manutenção e higienização. Ele pode ser um grande aliado na retenção das partículas prejudiciais em seu filtro e mantê-lo em temperatura ambiente pode ser uma solução agradável.

Com cuidados simples e rotineiros, sua relação com a estação que se inicia pode ser ainda mais proveitosa.
Caso sinta a necessidade de descongestionantes, antialérgicos e demais produtos farmacêuticos, conte com o Achouu! Tenha acesso aos valores e disponibilidade nos estabelecimentos mais próximos e receba onde quer que esteja.

 

Achouu, pra quem não tem tempo a perder.

Deixe seu comentário

*Analisaremos seu comentário antes de exibí-lo no site.

Veja também