Para você

CELULITE ● A verdade

Quem não sofre com as temidas celulites que se apresente! Elas fazem parte da vida de boa parte da população e trazem consigo diversas "fórmulas milagrosas" para combatê-las, mas o que de fato funciona? Confira agora formas de conviver e tratar esse problema tão comum.

A celulite está presente em nada menos que 95% das mulheres, o que traz o foco da indústria cosmética em tratamentos para amenizar o aspecto recorrentes nas regiões das coxas e bumbum.
Entre tantos cremes, injeções aplicadas em consultórios, aparelhos que emitem ondas usados em clínicas de estética, entender qual a melhor solução para combatê-la é uma missão repleta de dúvidas.

     | Entendendo |
É do princípio que partimos!
A celulite possui um nome técnico dado como Lipodistrofia Ginóide e se define como uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxina nas células, fazendo com que as mesmas fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis (ondulações e retrações) e nódulos. Esse fenômeno todo se manifesta externamente através dos furinhos indesejados e/ou em "casca de laranja" em regiões como coxas, quadris, braços, nádegas e barriga.
Para os médicos, essa não é uma condição grave mas é reconhecida por causar desconforto em relação a aparência que confere à pele.

Causas
São inúmeros os fatores que levam ao aparecimento das celulites, mas o desequilíbrio entre a quantidade de gordura do corpo e a massa muscular é um fator determinante.
Isso significa que não somente pessoas que sofrem com o excesso de peso possuem a tendência de sofrer com a celulite, mas qualquer um que tenha uma proporção maior de gordura e menor de musculatura.
A celulite também pode estar associada a genética, sexo, etnia, biotipo, distribuição de gordura e peso, flacidez cutânea e sedentarismo, alterações circulatórias, problemas hormonais, má alimentação e até o stress. A causa e origem específica porém, poderá ser avaliada somente por um profissional.

Fatores de risco
Uma coisa é certa: o aparecimento é bem mais comum entre as mulheres do que entre os homens. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, 8 em cada 10 mulheres têm algum grau de celulite.
Isso acontece porque as áreas comuns para o aparecimento (coxas, quadris e nádegas) são justamente os locais onde mais se acumulam gorduras, mas também está ligado à estrutura das fibras do tecido conjuntivo feminino, que é diferente da do homem.

Outros fatores que podem influenciar a celulite incluem:
Má alimentação
Dieta rica em gordura
Metabolismo lento
Sedentarismo
Alterações hormonais
Desidratação
Gordura corporal total
Espessura e cor da sua pele, sendo que a celulite tende a ser menos visível na pele mais escura

Sintomas
Identificar a celulite não é uma tarefa difícil.
A pele com celulite parece ter covinhas ou depressões e é muitas vezes descrita como a casca de uma laranja. Em alguns casos ela é vista apenas quando a pele é comprimida e quando ganham uma proporção mais grave, a pele parece acidentada, com áreas de picos e vales.
Como já mencionado, ela é mais comum em torno das coxas e nádegas, mas podem ser encontrada nos seios, abdômen inferior e braços.

Os casos mais iniciais são assintomáticos, mas os mais adiantados podem incluir:
Região mais fria
Endurecimento, dor e sensibilidade
Pele com aspecto irregular

     | Prevenindo |
De forma geral, as celulites são um indicativo de um estilo de vida não saudável e preveni-las envolve uma reeducação aos bons hábitos. Uma alimentação rica em proteínas e fibras, uma boa hidratação, deixar o hábito de fumar, exercitar-se, manter-se no peso ideal e até mesmo a utilização de cremes que melhores a circulação, a drenagem de líquidos e a flacidez são atitudes que ajudam na prevenção.
É importante frisar que a celulite não é uma condição médica grave e o tratamento não é absolutamente necessário, ela pode ser considerada inclusive uma ocorrência quase normal.
O que pode ocorrer é o desconforto sobre um aspecto e corpo imposto por parâmetros sociais os quais dependem exclusivamente de quem os interpreta. Se você não deposita grandes cobranças com a aparência da sua pele, a celulite em si não precisa ser um fator de preocupação mas atenção para os sinais que seu corpo dá em relação a sua saúde.

     | Tratando |
Quem indica o tratamento correto para a celulite de acordo com a gravidade é um(a) dermatologista ou cirurgião plástico.
Os tratamentos, em sua maioria, são contínuos porque a condição também é contínua e progressiva. Alguns ajustes podem ser recomendados como o emagrecimento, uma melhor alimentação, prática regular de exercícios físicos (com a hidroginástica recebendo atenção) e o uso de dermocosméticos.

No âmbito dos cremes anticelulites, ainda há diversas dúvidas em relação aos seus reais efeitos já que todos os tratamentos dependem da readequação dos hábitos do paciente. Algumas opções disponíveis contam com retinoides, castanha da Índia, extrato de chá verde e diversas outras composições que em geral, melhoram a microcirculação e estimulam a produção de colágeno, o que auxilia no aspecto das celulites.

Há inúmeros procedimentos possíveis que também são indicados por especialistas de acordo com a necessidade apresentada pelo paciente, entre eles: drenagem linfática, massagem modeladora, endermologia, radiofrequência, mesoterapia, cirurgia a laser, ultrassom com lipolíticos entre outros.

     | Convivendo |
O ponto é que não há necessidade em investir em cremes ou tecnologias específicas se uma mudança de hábitos não for implementada com a orientação e investigação médica, especialmente porque trata-se de uma condição recorrente onde os hormônios influenciam bastante no aparecimento.

Algumas questões devem ser observadas:
Alimentação
- Diminua a ingestão de sal, ele é o principal responsável pela retenção de líquidos pelo organismo.
- Cuide os excessos na alimentação, principalmente no consumo de gorduras e carboidratos simples (açúcares e doces), eles aumentam a síntese e o armazenamento das gorduras e favorecem o surgimento das celulites.
- Evite alimentos fritos, enlatados, processados ou refinados que contem muito sal, isso sem falar dos conservantes, corantes e substâncias artificiais que, além de dificultarem a digestão e contém alta quantidade de açúcares e gorduras, aumentam a quantidade de toxinas na corrente sanguínea.
- Os alimentos crus, integrais ou cozidos a vapor são mais bem digeridos e assimilados, além de possuírem maior teor de nutrientes e menos compostos tóxicos.

Hidratação
- 2 litros de água fracionados durante o dia são uma grande ajuda na eliminação de toxinas, responsáveis pela formação da celulite.
- Sucos e isotônicos, também ajudam, mas é preciso ter cuidado com a quantidade de açúcar e calorias presentes nestas bebidas.

Exercícios
- A prática regular é importante para melhorar a circulação sanguínea e tonificar a pele e os exercícios aeróbicos e localizados intercalados são interessantes.
- Intercale o salto com sapatos baixos, levante da cadeira a cada duas horas, use as escadas, ande mais a pé, pare o carro numa vaga distante do seu trabalho.

Tome cuidado com as "poções mágicas" contra a celulite, elas quase nunca são eficazes e ainda podem render irritações à pele. A orientação de um dermatologista é essnecial e lembre-se: independentemente do tratamento ou procedimento, não há uma solução definitiva contra a celulite, mas a mudança de hábitos pode ajudar profundamente em todos os aspectos da sua saúde.

Aqui no blog você contra diversos conteúdos que te auxiliarão a uma vida com mais bem-estar e saúde! O Achouu fica à disposição para tudo que precisar em farmácia, com a facilidade de uma plataforma conectada com os estabelecimentos da sua cidade, em um só lugar.

 

Achouu, nosso negócio é ajudar você a cuidar da sua saúde.

Deixe seu comentário

*Analisaremos seu comentário antes de exibí-lo no site.

Veja também