Para você

ALONGAMENTOS ● Antes e depois, precisa mesmo?

Aquela velha história: sempre se alongue antes e depois de qualquer atividade. Mas você sabe o motivo por trás dessa afirmação? Vem entender com a gente!

Uma coisa podemos te garantir desde já: há inúmeros benefícios dentro dos alongamentos, não se prendendo somente ao melhorar a flexibilidade e evitar lesões.

A teoria por trás da necessidade dos alongamentos parte de que nossos músculos tendem a encurtar (diminuir de tamanho) sempre que ficamos muito tempo parado e o contrário se dá quando fazemos uma atividade física muito desgastante, eles passam a enrijecer. Nesses contextos, os alongamentos agem como um conjunto de exercícios que tem como função devolver aos músculos seu tamanho natural, ou relaxar a musculatura.

É daqui que surge a necessidade da atividade antes e depois de qualquer atividade física, buscando um bom desempenho no exercício e a proteção da musculatura.

Antes do exercício físico, o alongamento serve, principalmente, como um fator de prevenção contra lesões musculares durante a atividade, é uma forma de preparar o corpo para se exercitar deixando-o mais flexível e ampliando seus movimentos. Depois do exercício, sua função é relaxar a musculatura, evitando as dores posteriores à atividade e até mesmo, as temidas câimbras.

Entre pessoas que praticam a corrida, biciclismo, natação, tênis, ou fazem outros exercícios que exigem mais dos músculos por grandes períodos, a atenção aos alongamentos deve ser redobrada porque tais atividades podem promover tensões e inflexibilidade.
A notícia boa é que os alongamentos são atividades simples de serem realizadas, podendo ser feitas em qualquer lugar, hora e não exigem qualquer equipamento.
De forma geral, é sempre importante contar com o auxílio de um profissional para ensinar e ajudar na execução das posições, principalmente quando não há uma experiência ou informação prévia. Caso não possa contar com um profissional, existem diversos fóruns, matérias, blogs, vídeos e conteúdos que auxiliam nesse processo, mas mantenha atenção na intensidade e tempo de movimento.

Mas pra quê?
Se você ainda não está convencido a adicionar os alongamentos antes e depois das suas atividades e até mesmo em algum intervalo de tempo da sua rotina, confira os benefícios da prática:
Redução de tensões musculares;
Relaxamento;
Benefícios para a coordenação, os movimentos se tornam mais soltos e fáceis;
Aumento do arco de maleabilidade;
Previne lesões;
Facilita atividades de desgaste;
Desenvolve a consciência corporal;
Ativa a circulação;
Ajuda no aquecimento;
Ajuda a liberar os movimentos bloqueados por tensões.

Assim como outras atividades, os alongamentos trazem resultados quando praticados com regularidade e aqui sugerimos: tente encontrar uma sequência de posições que sejam confortáveis para que além de alongar você possa relaxar e ver a atividade como uma ótima forma de se manter em movimento.

Alguns alongamentos fáceis de ser realizados são:

Em pé
- Segure um dos pés de encontro as nádegas, alongando o quadríceps (parte anterior da coxa). Repita o movimento com o outro lado;
- Pernas estendidas, leve o tronco à frente, como se fosse encostar as mãos no chão, alongando a parte posterior das coxas, pernas e coluna;
- Suba em um degrau, apoie a metade dos pés e force os calcanhares para baixo, alongando a parte posterior das pernas;
- Estenda os braços à frente entrelaçando os dedos e curvando as costas. Você irá alongar os braços e as costas;
- Passe os braços para trás do corpo, cruzando os dedos e alongando o peito;
- Puxe o pescoço para o lado, alongando o Trapézio (músculo do pescoço). Repita o movimento com o outro lado;
- Entrelace os dedos atrás da nuca e force a cabeça para baixo, encostando o queixo no peito. Este alongamento traz um foco maior para a cervical;
- Gire a cabeça para um lado e para o outro lado;
- Eleve o braço para cima e para a lateral, alongando a lateral do corpo;
- Estenda um braço à frente e com a outra mão puxe o braço estendido para dentro (em cima do peito), alongando o feltóide (músculo do ombro);
- Estenda um braço à frente com a palma da mão voltada para frente e os dedos voltados para baixo. Com a outra mão, puxe os dedos para trás alongando o antebraço e Bíceps (músculo do muque). Repita o movimento com o outro lado;
- Estenda um braço com o dorso da mão voltado para frente. Com a outra mão, puxe os dedos para você, alongando o antebraço. Repita o movimento com o outro lado.

Sentado
- Sente com as pernas afastadas. Leve o tronco à frente, coluna reta e braços estendidos, alongando a coluna e os músculos adutores (parte interna das coxas).

Deitado
- Deite de barriga para cima, flexione as pernas e cruze uma sobre a outra. Segure a perna de baixo, puxando as duas pernas de encontro ao peito, alongando o glúteo (músculo do bumbum). Repita o movimento com o outro lado.
- Descruze as pernas, segure nos joelhos, trazendo-os de encontro ao peito, alongando a coluna.

Tente manter as posições entre 10 a 30 segundos!

Por fim, lembre-se que os alongamentos são atividades de risco baixo e que proporcionam mais qualidade de vida onde quer que esteja, além de ampliar a mobilidade das articulações e fortalecer ligamentos e tendões. Tente adaptar ao seu dia a dia e sempre que precisar, conte com o Achouu para compras em farmácias!

 

Achouu, pra quem não tem tempo a perder.

Deixe seu comentário

*Analisaremos seu comentário antes de exibí-lo no site.

Veja também